Pronto para partir? Reflexões jurídico-filosóficas sobre a morte

Pronto para partir? Reflexões jurídico-filosóficas sobre a morte

José Renato Nalini

Em sua segunda edição, a obra de filosofia jurídica "Pronto Para Partir? Reflexões Jurídico Filosóficas Sobre a Morte" traz um debate profundo sobre o assunto. A morte faz parte da vida. Morte e vida se entranham, não existe qualquer possibilidade de isolá-las. O ato de morrer habita cada um de nós. Temos um encontro marcado com o dia derradeiro e seria insensato ignorá-lo ou escondê-lo. Isso não significa revestir uma carapaça fúnebre. A morte não deve atemorizar, porque faz parte da vida. Viver, biologicamente, é um contínuo morrer das células. Viver bastante é reduzir a distância que nos separa da morte. Refletir sobre a morte sugere considerações morais, a assunção da humildade, o reconhecimento de nossa insignificância. Quantos já pensaram que o mundo existiu e muito bem, antes de nosso nascimento? E que ele continuará, sem sentir a nossa falta? Estar pronto para partir não é fácil. Pressuporia um estado de serenidade que poucos alcançam. Um acerto de contas integral, um desapego ...

Editora Revista dos TribunaisPublicado por Editora Revista dos Tribunais em 2014
Pronto para partir? Reflexões jurídico-filosóficas sobre a morte
Pronto para partir? Reflexões jurídico-filosóficas sobre a morte