Direito e Poder - Ed. 2020

Depois do Fim da História

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

1. Há quem considere que a vitória dos Estados Unidos na Guerra Fria representou a afirmação definitiva da superioridade da ideologia da democracia-liberal e o completo aniquilamento de quaisquer outras ideologias. Francis Fukuyama cunhou até mesmo uma expressão de impacto para acentuar este desdobramento da vitória: fim da história.

2. A afirmação do fim das ideologias pode ser um tanto precipitada, mas o fracasso da experiência de planificação econômica de inspiração marxista iniciada com a Revolução Russa, de que é marco significativo a queda do Muro de Berlin, propõe uma ineludível questão: sobrevive o marxismo ou, pelo menos, algo dele?

3. Idêntica questão pode ser também formulada assim: qual teria sido a reflexão de Marx se tivesse presenciado a construção e derrocada do estado soviético? Ou assim: a que conclusão chega quem se utiliza do método marxista de apreensão da história diante destes fatos?

4. A recolocação da questão nestes termos adota a premissa de que ser marxista é, em essência, empregar o mesmo método de compreensão da história proposto por Marx. Um método, que se pretendia científico, pautado numa visão materialista e dialética da história.

5. Por materialismo, aqui, deve-se entender a concepção de que a forma de produção da vida material fixa balizas, no interior das quais se manifestam as ideias (religiosas, jurídicas, morais, filosóficas, culturais etc.). A organização jurídico-política da sociedade não é resultado de concepções ideais que os homens conseguiriam imprimir às suas relações. Dá-se o inverso: a forma específica como nos relacionamos para a produção dos bens molda nossas demais relações sociais e as ideias que delas temos. A propriedade privada precede o direito à propriedade, e não o contrário.

6. Para que as ideias de Marx pudessem servir de instrumento de agitação das massas, nos movimentos revolucionários do século passado, muitas passagens complexas de seu rico pensamento foram simplificadas; e, portanto, deturpadas. Na teoria marxista, o Estado era descrito como aparato que podia ser alvo de disputa entre as classes sociais. Na propaganda política, Lênin simplificou...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
3 de Dezembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1153093539/depois-do-fim-da-historia-direito-e-poder-ed-2020