Revista de Direito do Trabalho - 07/2018

Indenização – Dano Moral – Acidente do Trabalho – Queda de Raio em Cortador de Cana, Culminando-Lhe o Óbito – Descarga Elétrica Natural Caracterizadora do Caso Fortuito Externo – Não Verificada a Culpa Objetiva por Conduta Omissiva ou Comissiva do Empregador que Gerasse o Evento Danoso – Inexistência do Dever de Indenizar Ante a Ausência de Risco Interno na Atividade do Agente, Isto é, o Empregador Não Contribui ao Fato Jurídico Caracterizador do Acidente de Trabalho – Verba Indevida

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

TST - ED-ED-RR 195-49.2011.5.19.0000 - Seção Especializada em Dissídios Individuais - j. 22.06.2017 - Rel. Aloysio Corrêa da Veiga - DJe 06.10.2017 - Área do Direito: Trabalho.

INDENIZAÇÃO – Dano moral – Acidente do trabalho – Queda de raio em cortador de cana, culminando-lhe o óbito – Descarga elétrica natural caracterizadora do caso fortuito externo – Não verificada a culpa objetiva por conduta omissiva ou comissiva do empregador que gerasse o evento danoso – Inexistência do dever de indenizar ante a ausência de risco interno na atividade do agente, isto é, o empregador não contribui ao fato jurídico caracterizador do acidente de trabalho – Verba indevida.

...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
19 de Setembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1188258289/indenizacao-dano-moral-acidente-do-trabalho-queda-de-raio-em-cortador-de-cana-culminando-lhe-o-obito-descarga-eletrica-natural-caracterizadora-do-caso-fortuito-externo-nao-verificada-a-culpa-objetiva-por-conduta-omissiva-ou-comissiva-do-empregador-que-gerasse-o-evento-danoso-inexistencia-do-dever-de-indenizar-ante-a-ausencia-de-risco-interno-na-atividade-do-agente-isto-e-o-empregador-nao-contribui-ao-fato-juridico-caracterizador-do-acidente-de-trabalho-verba-indevida