Processo Civil - Ed. 2021

Referências Bibliográficas

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

ABELHA, Marcelo. Manual de Direito Processual Civil (2008), 6. Ed. Rio de Janeiro: Forense, 2016.

ABREU, Leonardo Santana de. Direito, Ação e Tutela Jurisdicional. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2011.

ABREU, Rafael. Igualdade e Processo – Posições Equilibradas e Unidade do Direito. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

_____ . Incentivos Processuais – Economia Comportamental e Nudges no Processo Civil. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2020.

ALCHOURRÓN, Carlos; BULYGIN, Eugenio. Sistemas Normativos (1975), 2. Ed. Buenos Aires: Astrea, 2012.

ALEXY, Robert. Theorie der juristischen Argumentation. Frankfurt im Main: Suhrkamp, 1978.

_____ . Teoria da Argumentação Jurídica (1978), tradução de Zilda Silva e revisão de Cláudia Toledo (2001), 4. Ed. Rio de Janeiro: Forense, 2017.

ALLORIO, Enrico. “Per una Nozione del Processo Cautelare”, Rivista di Diritto Processuale. Padova: Cedam, 1936.

_____ . “Saggio Polemico sulla ‘Giurisdizione Volontaria’”, Rivista Trimestrale di Diritto e Procedura Civile. Milano: Giuffrè, 1948.

ALMEIDA, Luciana Robles de. “Entre Corte Superior e Corte Suprema: Notas sobre o Papel do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça à Luz do Código de Processo Civil de 2015”, Revista Iberoamericana de Derecho Procesal. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2019, n. 09.

_____ . “Coisa Julgada Inconstitucional? A Relação entre a Coisa Julgada, o Precedente e a Ação Rescisória”, Revista de Processo. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2019, n. 297.

ALVARO DE OLIVEIRA, Carlos Alberto. Alienação da Coisa Litigiosa (1984), 2. Ed. Rio de Janeiro: Forense, 1986.

_____ . Do Formalismo no Processo Civil – Proposta de um Formalismo-Valorativo (1997), 4. Ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

_____ . “A Garantia do Contraditório” (1998), Do Formalismo no Processo Civil – Proposta de um Formalismo-Valorativo (1997), 4. Ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

_____ . “Poderes do Juiz e Visão Cooperativa do Processo”, Revista da Ajuris. Porto Alegre, 2003, n. 90.

_____ . “O Processo Civil na Perspectiva dos Direitos Fundamentais” (2003). In: Do Formalismo no Processo Civil (1997), 2. Ed. São Paulo: Saraiva, 2003.

_____ . “O Formalismo-Valorativo no Confronto com o Formalismo Excessivo”, Revista de Processo. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2006, n. 137.

_____ . Teoria e Prática da Tutela Jurisdicional. Rio de Janeiro: Forense, 2008.

ALVARO DE OLIVEIRA, Carlos Alberto; MITIDIERO, Daniel. Curso de Processo Civil (2009), 2. Ed. São Paulo: Atlas, 2012, vol. I.

_____ . _____ . Curso de Processo Civil. São Paulo: Atlas, 2012, vol. II.

ALVES, Isabella Fonseca. A Cooperação Processual no Código de Processo Civil. Belo Horizonte: D’Plácido, 2017.

_____ (org.). Inteligência Artificial e Processo. Belo Horizonte: D’Plácido, 2020.

ALVIM, Eduardo Arruda. Tutela Provisória (2010), 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2018.

ALVIM, José Manoel de Arruda. Manual de Direito Processual Civil (1977), 18. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2019.

ALVIM, Teresa Arruda. Nulidades do Processo e da Sentença (1987), 9. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2018.

_____ . Os Agravos no CPC Brasileiro (1991), 4. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2006.

_____ . “Precedentes e Evolução do Direito”. In: ALVIM, Teresa Arruda (coord.), Direito Jurisprudencial. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2012.

_____ . Embargos de Declaração (2005), 4. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2018.

_____ . Modulação na Alteração da Jurisprudência Firme ou de Precedentes Vinculantes. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2019.

ALVIM, Teresa Arruda; CONCEIÇÃO, Maria Lúcia Lins. Ação Rescisória e Querela Nullitatis – Semelhanças e Diferenças. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2018.

ALVIM, Teresa Arruda; DANTAS, Bruno. Recurso Especial, Recurso Extraordinário e a Nova Função dos Tribunais Superiores – Precedentes no Direito Brasileiro (2002), 5. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2018.

ALVIM, Teresa Arruda; MEDINA, José Miguel Garcia. O Dogma da Coisa Julgada – Hipóteses de Relativização. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2003.

AMARAL, Guilherme Rizzo. As Astreintes e o Processo Civil Brasileiro (2004), 2. Ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2010.

_____ . Judicial Precedent and Arbitration – Are Arbitrators Bound by Judicial Precedente? A Comparative Study of UK, US and Brazilian Law and Practice. London: Wildy, Simmonds & Hill, 2017.

AMARAL, Paulo Osternack. Provas – Atipicidade, Liberdade e Instrumentalidade. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2017.

AMARAL JR., José Levi do. Incidente de Arguição de Inconstitucionalidade. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002.

AMORIM, Aderbal Torres de. Recursos Cíveis Ordinários. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2005.

_____ . O Novo Recurso Extraordinário. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2010.

ANCEL, Marc. Utilidade e Métodos do Direito Comparado (1971), tradução de Sérgio José Porto. Porto Alegre: Fabris, 1980.

ANDOLINA, Italo. “Cognizione” ed “Esecuzione Forzata” nel Sistema della Tutela Giurisdizionale. Milano: Giuffrè, 1983.

ANDREWS, Neil. On Civil Process – Courts Proceedings. Cambridge: Intersentia, 2013, vol. I.

ANSANELLI, Vincenzo. La Consulenza Tecnica nel Processo Civile. Milano: Giuffrè, 2011.

ARAÚJO, Fábio Caldas de. Curso de Processo Civil. São Paulo: Malheiros, 2016, tomo I.

ARAÚJO, José Aurélio de. Cognição Sumária, Cognição Exaustiva e Coisa Julgada. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2017.

ARENHART, Sérgio Cruz. A Tutela Inibitória da Vida Privada. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2000.

_____ . A Tutela Coletiva de Interesses Individuais. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2013.

_____ . “Decisões Estruturais no Processo Civil Brasileiro”, Revista de Processo. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2013, n. 225.

ARENHART, Sérgio Cruz; OSNA, Gustavo. Curso de Processo Civil Coletivo. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2019.

ARMELIN, Donaldo. Legitimidade para Agir no Direito Processual Civil Brasileiro. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1979.

ASSIS, Araken de. Manual da Execução (1987), 20. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2018.

_____ . Cumulação de Ações (1992), 3. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1998.

_____ . Manual dos Recursos (2007), 9. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2017.

_____ . Processo Civil Brasileiro. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015, vol. I.

ATAÍDE JÚNIOR, Jaldemiro Rodrigues. Precedentes Vinculantes e Irretroatividade do Direito no Sistema Processual Brasileiro. Curitiba: Juruá, 2012.

AUBERT, Eduardo Henrik. A Impugnação Especificada dos Fatos no Processo Civil – Retórica, História, Dogmática. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2020.

AUSTIN, John. The Province of Jurisprudence Determined (1832) e The Uses of the Study of Jurisprudence (1863), introdução de Herbert Hart. Indianapolis: Hackett Publishing Company, 1998.

ÁVILA, Ana Paula. A Modulação de Efeitos Temporais pelo STF no Controle de Constitucionalidade. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2009.

ÁVILA, Humberto. Teoria dos Princípios (2003), 19. Ed. São Paulo: Malheiros, 2019.

_____ . “Função da Ciência do Direito Tributário: do Formalismo Epistemológico ao Estruturalismo Argumentativo”, Revista de Direito Tributário Atual. São Paulo: Dialética, 2013, vol. 29.

_____ . Teoria da Segurança Jurídica (2011), 3. Ed. São Paulo: Malheiros, 2014.

_____ . Competências Tributárias. São Paulo: Malheiros, 2018.

_____ . Constituição, Liberdade e Interpretação. São Paulo: Malheiros, 2019.

AZEVEDO, Gustavo. Reclamação Constitucional no Direito Processual Civil. Rio de Janeiro: Forense, 2018.

BADARÓ, Gustavo. Epistemologia Judiciária e Prova Penal. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2019.

BAPTISTA DA SILVA, Ovídio Araújo. A Ação Cautelar Inominada no Direito Brasileiro. Rio de Janeiro: Forense, 1979.

_____ . Sentença e Coisa Julgada – Ensaios e Pareceres (1979), 4. Ed. Rio de Janeiro: Forense, 2003.

_____ . “Assistência …

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
25 de Maio de 2022
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1196961383/referencias-bibliograficas-processo-civil-ed-2021