Inteligência Artificial e Direito - Ed. 2020

Apresentação

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Em meados do século XIX, Ada Lovelace desenvolveu o que é reconhecido como o primeiro algoritmo implementado por um computador. Ada foi a responsável por elaborar os cálculos matemáticos que permitiram que a máquina analítica de Charles Babbage pudesse computar determinadas funções matemáticas. Ada também produziu um relatório que conceituava a parte física e a parte matemática da máquina analítica, o que foi considerado como a primeira descrição de um computador (hardware e software). Por este feito, Ada é considerada como a primeira programadora. Hoje, ao observar-se a expansão de sistemas computacionais, deve-se louvar esse primeiro ato de programação, pois sem ele não seria possível o desenvolvimento de sistemas de Inteligência Artificial.

O tema “Inteligência Artificial” não é absolutamente recente nos estudos científicos, mas remonta a décadas de desenvolvimentos teóricos e práticos, iniciados com a criação do primeiro algoritmo por Ada Lovelace, continuados por meio da genialidade do teste de Alan Turing e pela criação das Leis da Robótica de Isaac Azimov e alcançando nos dias atuais a impressionante capacidade de imitação humana do Google Duplex. Por Inteligência Artificial – IA – entende-se todo sistema computacional que simula a capacidade humana de raciocinar e resolver problemas, por meio de tomadas de decisão baseadas em análises probabilísticas. A IA não substitui o gênio e a criatividade humanos, mas permite o rápido processamento de uma vasta gama de informações – dados – que, uma vez analisados, levam à possibilidade de tomadas de decisão, tanto por humanos, quanto pelas próprias “máquinas”. O objetivo do desenvolvimento de IA é a aceleração de processos de aprendizado e a otimização de seus resultados, visando uma maior eficiência e reduzindo o tempo de análise de dados necessário para a tomada de decisão. Nesse sentido, a máquina supera o homem na eficiência e na velocidade de raciocínio, levando ao questionamento se a capacidade de raciocínio inteligente pela...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
22 de Janeiro de 2022
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1196969622/apresentacao-inteligencia-artificial-e-direito-ed-2020