Inteligência Artificial e Direito - Ed. 2020

Inteligência Artificial e Tomada de Decisão – A Necessidade de Agentes Externos - Parte I - Compreensão da Inteligência Artificial e dos Seus Pressupostos de Controle e Regulação

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Autor:

Italo S. Vega

1.Introdução

Curioso observar1 que o mais simples comportamento humano reveste-se de inteligência, enquanto que o mais complicado comportamento de um inseto revela pouca indicação de inteligência. Qual é a diferença? Considere-se o comportamento de uma formiga operária. Quando em busca de alimento, uma coopera com a outra, reforçando o rastro de feromônio até a colônia. Esgotado o alimento, as trilhas deixam de ser remarcadas e o feromônio se dissipa. Inspirado por este comportamento, uma solução para o problema conhecido por “Caixeiro Viajante” foi proposta (DORIGO; GAMBARDELLA, 1997) e aplicada em uma arquitetura baseada em computação...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
17 de Setembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1196969633/inteligencia-artificial-e-tomada-de-decisao-a-necessidade-de-agentes-externos-parte-i-compreensao-da-inteligencia-artificial-e-dos-seus-pressupostos-de-controle-e-regulacao