Clássicos Jurídicos - Ed. 2018

Capítulo XIV - Continuação - Livro III

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

No momento em que o povo é legitimamente reunido num corpo soberano, toda a jurisdição do governo cessa, o poder executivo é suspenso, e a pessoa do último cidadão é tão sagrada e inviolável quanto a do primeiro magistrado, porque onde se encontra o representado, não há representante. A maior parte dos tumultos que se formavam em Roma nos comícios teve de ignorar ou negligenciar essa regra. Os cônsules, então, não eram senão os presidentes dos povos, tribunos de simples oradores1 e o Senado não era nada.

Esses intervalos de suspensão, em que o príncipe reconhece ou deve reconhecer...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
27 de Novembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1197097525/capitulo-xiv-continuacao-livro-iii-classicos-juridicos-ed-2018