Clássicos Jurídicos - Ed. 2018

II – Acusações de Sedição - Respostas às “Notas e Observações de Um Frade Dominicano” Sobre o Livro dos Delitos e das Penas

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

1.º – “O autor do livro Dos Delitos e das Penas julga déspotas cruéis todos os príncipes e todos os soberanos do século.”

Apenas uma vez falei em meu livro dos soberanos e dos príncipes que reinam atualmente na Europa. E, aqui está, pela primeira vez, o que afirmo: Venturoso o gênero humano, se recebesse leis. Hoje, que vemos erguidos os tronos da Europa etc. (Ver o fim do capítulo XVI).

2.º – Não podem deixar de surpreender a confiança e a liberdade com que o autor do livro Dos Delitos e das Penas se volta com fúria contra os monarcas e eclesiásticos.

A confiança e a liberdade não representam um mal. Qui ambulat simpliciter, ambulat confidenter; qui autem depravat vias suas, manifestus erit.

Se aplaudi certo espírito de independência dos súditos, foi na proporção em que se submetessem às leis e fossem respeitosos para com os primeiros juízes. Quero até que os homens, não precisando recear a escravidão, porém desfrutando a liberdade sob a proteção...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
7 de Dezembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1197098650/ii-acusacoes-de-sedicao-respostas-as-notas-e-observacoes-de-um-frade-dominicano-sobre-o-livro-dos-delitos-e-das-penas-classicos-juridicos-ed-2018