Regulação 4.0 - Vol. II - Ed. 2020

O Uso do Bim em Infraestrutura: Pensando na Densificação da Matriz de Riscos Contratual, à Luz do Decreto N. 10.306/2020

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Fernanda Morgan

1.O BIM, a economia contratual e a comunicabilidade operativa entre os projetos

A Teoria Econômica dos Contratos nos ensina a como fazer um melhor contrato. Segundo Eduardo Fiúza, a partir das lições econômicas, é possível melhorar o arcabouço de licitações e contratos de um dado sistema legal. É sob essa perspectiva que trataremos do chamado Building Information Modelling (ou, apenas, BIM), recentemente introduzido no ordenamento jurídico brasileiro. Com o BIM, espera-se suprir a defasagem de tecnologia para capacitar os projetistas responsáveis por desenhar parcelas de obras – como obras de engenharia, que, além de envolver engenheiros, requer outros técnicos...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
19 de Setembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1198075997/o-uso-do-bim-em-infraestrutura-pensando-na-densificacao-da-matriz-de-riscos-contratual-a-luz-do-decreto-n-10306-2020-regulacao-40-vol-ii-ed-2020