Direito Bancário - Ed. 2019

Bibliografia

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Abrão, Carlos Henrique. Cédula de crédito bancário. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

Abrão, Nelson. Direito bancário. 12. ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

Adamek, Marcelo Vieira von. Responsabilidade civil dos administradores de S/A e as ações correlatas. São Paulo: Saraiva, 2009.

Affonso, Luís Fernando. A autorregulação de fundos de investimento: histórico e perspectivas. Revista de Direito Bancário e do Mercado de Capitais, São Paulo, v. 34, out. 2006.

Aguiar Júnior, Ruy Rosado de. Os contratos bancários e a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça. Série de Pesquisas do CEJ, Brasília, v. 11, Conselho da Justiça Federal, 2003.

Aguiar Júnior, Ruy Rosado de. Comentários ao novo Código CivilDa extinção do contrato. Rio de Janeiro: Forense, 2011. v. 6, t. II.

Alexander, Kern; Dhumale, Rahul; Eatwell, John. Global governance of financial systems: he international regulation of systemic risk. New York: Oxford University Press, 2006.

Alexy, Robert. Teoría de los derechos fundamentales. Trad. Ernesto Garzón Valdés. Madrid: Centro de Estudios Políticos y Constitucionales, 2002.

Alflen, Pablo Rodrigo. Teoria do domínio do fato. São Paulo: Saraiva, 2014.

Almeida Costa, Mário Julio. Direito das obrigações. 9. ed. Coimbra: Almedina, 2006.

Alvim, Agostinho. Da inexecução das obrigações e suas consequências. São Paulo: Saraiva, 1972.

Amaral Neto, Francisco dos Santos. A autonomia privada como princípio fundamental da ordem jurídica: perspectivas estrutural e funcional. Revista de Direito Civil, São Paulo, ano 12, n. 46, p. 07-26, out.-dez. 1988.

American Law Institute. Principles of corporate governance: analysis and recommendations. St. Paul: American Law Institute Publishers, 1994. v. 1 e 4.

Anastácio, Catarina Martins da Silva. A transferência bancária. Coimbra: Almedina, 2004.

Ancel, Pascal. Droit des sûretés. 4. ed. Paris: Litec, 2006.

Andrade, Adriana; Rossetti, José Paschoal. Governança corporativa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

Antunes, José. Engrácia. Direito dos contratos comerciais. Coimbra: Almedina, 2011.

Antunes, José. Inovação financeira e produtos derivativos – Parte I. Revista de Direito Bancário e Mercado de Capitais, São Paulo, n. 45, jul.-set. 2009.

Antunes, José Engrácia. A “consuetudo mercatorum” como fonte do direito comercial. Revista de Direito Mercantil, São Paulo, n. 146, abr.-jun. 2007.

Antunes, José Engrácia. Os instrumentos financeiros. Coimbra: Almedina, 2009.

Antunes Varella, J. M. Direito das obrigações. Rio de Janeiro: Forense, 1977.

Armour, John; Awrey, Dan; Davies, Paul; Enriques, Luca; Gordon, Jeffrey; Mayer, Colin; PAYNE, Jennifer. Principles of financial regulation. Oxford University Press, 2016.

Ascarelli, Tullio. Problema das sociedades anônimas e direito comparado. São Paulo: Saraiva, 1945.

Ascarelli, Tullio. Teoria geral dos títulos de crédito. Trad. Nicolau Nazo. São Paulo: Saraiva, 1943.

Ascarelli, Tullio. Panorama del derecho comercial. Buenos Aires: Depalma, 1949.

Ashton, Peter Walter. Companhias de investimento. Rio de Janeiro: Edições Financeiras, 1963.

Assaf Neto, Alexandre. Mercado financeiro. São Paulo: Atlas, 2009.

Athayde, Augusto de. Direito bancário. 2. ed. Coimbra: Coimbra Ed., 2009. v. 1.

Avelãs Nunes, Antônio José. Uma introdução à economia política. São Paulo: Quartier Latin, 2007.

Azevedo, Antônio Junqueira. Negócio jurídico: existência, validade e eficácia. São Paulo: Saraiva, 2002.

Azevedo, Noé. O sigilo bancário. Revista dos Tribunais, São Paulo, v. 315, jan. 1962.

Badin, Arthur; Santos, Bruno Carazza dos; Damaso, Otávio Ribeiro. Os bancos de dados de proteção ao crédito, o CDC e o PL 5.870/2005: comentários sobre direito e economia. Revista de direito do consumidor, São Paulo, v. 61, p. 11 et seq., jan. 2007.

Bankfor InternationalSettlements – BIS. Basel III: A global regulatory framework for more resilient banks and banking systems. Basel: BIS, dez. 2010. Disponível em: [www.bis.org/publ/bcbs189.pdf].

Bankfor InternationalSettlements – BIS. Convergencia Internacional de Medidas y Normas de Capital – Marco revisado. Basel: BIS, jun. 2006.

Bankfor InternationalSettlements – BIS. International Convergence of Capital Measurement and Capital Standards – A revised framework. Comprehensive version. Basel: BIS, jun. 2006.

Bankfor InternationalSettlements – BIS. International Convergence of Capital Measurement and Capital Standards (July 1988, updated to April 1998). Basel: BIS, 1998.

Bankfor InternationalSettlements – BIS. Core principles for effective banking regulation. Basel: BIS, 2012. Disponível em: [www.bis.org].

Bankfor InternationalSettlements – BIS. Debida diligencia con la clientela de los bancos. Basel: BIS, out. 2001.

Barbier, Eduardo Antonio. Contractación bancária – Consumidores y usuarios. Buenos Aires: Astrea, 2000.

Barreto, Lauro Muniz. Direito bancário. São Paulo: Leud, 1975.

Barreto, Lauro Muniz. Questões de direito bancário. São Paulo: Max Limonad, 1970. v. 1 e 2.

Barreto Filho, Oscar. Regime jurídico das sociedades de investimento. São Paulo: Max Limonad, 1956.

Barros, Marco Antonio. Lavagem de capitais e obrigações civis correlatas. 2. ed. São Paulo: Ed. RT, 2007.

Barroso, Luís Roberto. Introdução: aspectos constitucionais. In: Moreira Neto, Diogo Figueiredo. Direito regulatório. Rio de Janeiro: Renovar, 2003.

Bausilio, Giovanni. I contratti bancari. Milano: Giuffrè, 2007.

Beck, Ulrich. Sociedade e risco – Rumo a outra modernidade. São Paulo: Editora 34, 2010.

Belezas, Fernando. Crowdfunding: regime jurídico do financiamento colaborativo. Coimbra: Almedina, 2017.

Belloque, Juliana Garcia. Sigilo bancário – Análise crítica da LC 105/2001. São Paulo: Ed. RT, 2003.

Benjamin, Antônio Herman de Vasconcellos. Comentários ao Código de Proteção do Consumidor. São Paulo: Saraiva, 1991.

Benston, George. The separation of commercial and investment banking: the Glass-Steagall Act revisited and reconsidered. Cambridge: Oxford University Press, 1990.

Bercovici, Gilberto. Soberania e constituição: para uma crítica do constitucionalismo. São Paulo: Quartier Latin, 2008.

Bernet Rollande, Luc. Principes de technique bancaire. 25. ed. Paris: Dunot, 2008.

Bessa, Leonardo. Cadastro positivo. Comentários à Lei 12.414, de 09 de junho de 2011. São Paulo: Ed. RT, 2011.

Betti, Agostino; Weber, Frederico J. Trattato di banca e di borsa. Milano: Sperling e Kupfer, s. d.

Betti, Emilio. Teoria generale del negozio giuridico. Camerino: Edizione Scientifiche Italiane, 1994.

Betti, Emílio. Teoria generale del negozio giuridico. Napoli: Edizione Scientifiche Italiane, 2002.

Beviláqua, Clovis. Theoria geral do direito civil. Campinas: Red Livros, 1999.

Bezerra Filho, Manoel Justino. Lei de recuperação de empresas e falência comentada. 4. ed. São Paulo: Ed. RT, 2007.

Bianca, Cesare Massimo. Diritto civile – Il contrato. 2. ed. Milano: Giuffrè, 2000. t. III.

Boltanski, Luc; Chiapello, Ève Boltanski. O novo espírito do capitalismo. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

Bonneau, Thierry. Droit bancaire. 8. ed. Paris: Montchrestien, 2009.

Boucard, François. Les obligations d’information et de conseil du banquier. Aix-en-Provence: PUAM, 2002.

Branco, Gerson Luiz Carlos. Cédula de crédito bancário: estrutura e funcionalidade. Revista de Direito do Consumidor, São Paulo, v. 65, jan.-mar. 2008.

Branco, Gerson Luiz Carlos. O sistema contratual do cartão de crédito. São Paulo: Saraiva, 1998.

Braudel, Fernand. Civilização material, economia e capitalismo: séculos XV e XVIII. São Paulo: Martins Fontes, 2009. v. 2.

Brebbia, Roberto H. La causa como elemento del negocio jurídico en el derecho argentino y comparado. La Ley 1991-E/884. In: Lorenzetti, Ricardo (Dir.). Doctrinas esenciales – Obligaciones y contratos. Buenos Aires: La Ley, 2009. t. IV.

Brito, Cristiano Gomes. O regime de administração especial temporária – RAET. RDM 133/157.

Brito, Osias. Mercado financeiro. São Paulo: Saraiva, 2005.

Buchanan, James M. The constitutionalization of money, Cato Journal, n. 30, 2010, p. 251-259.

Bulhões Pedreira, José Luiz. Finanças e demonstrações financeiras da companhia. Rio de Janeiro: Forense, 1989.

Bunte, Hermann-Josef. AGB-Banken und Sonderbedingungen mit AGB Sparkassen und AGB Postbank: Kommentar. München: C.H. Beck, 2007.

Cabral de Moncada, Luís S. Direito econômico. Coimbra: Coimbra Ed., 2007.

Calheiros, Maria Clara. O contrato de swap. Coimbra: Coimbra Ed., 2000.

Calixto, Marcelo Junqueira. Hipóteses excludentes de responsabilidade civil dos bancos no Código Civil e no Código de Defesa do Consumidor. In: Guerra, Alexandre; Benacchio, Marcelo. Responsabilidade civil bancária. São Paulo: Quartier Latin, 2012.

Calixto, Marcelo Junqueira. A culpa na responsabilidade civil. Rio de Janeiro: Renovar, 2004.

Calvão da Silva, João. Banca, bolsa e seguros. Direito europeu e português. 4. ed. Coimbra: Almedina, 2013.

Calvão da Silva, João. Contratos bancários e alteração das circunstâncias. Boletim da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, n. 90. Coimbra, 2014.

Câmara, Paulo. A renovação do direito bancário no início do novo milênio. In: CÂMARA, Paulo; MAGALHÃES, Paulo (Coord.) O novo direito bancário. Coimbra: Almedina, 2012.

Câmara, Paulo; MAGALHÃES, Paulo (Coord.) O novo direito bancário. Coimbra: Almedina, 2012.

Caminha, Uinie. Correspondentes bancários no direito brasileiro: conceito e disciplina. RDM 137/143.

Campilongo, Celso Fernandes; Rocha, Jean Paul Veiga da; Mattos, Paulo Todescan Lessa (Org.). Concorrência e regulação no sistema financeiro. São Paulo: Max Limonad, 2002.

Campos Filho, Paulo Barbosa de. O problema da causa no Código Civil brasileiro. São Paulo: Max Limonad, 1959.

Canan, Ricardo. Não executividade do contrato de abertura de crédito em conta corrente e da cédula de crédito bancário – Uma análise à luz da jurisprudência do STJ e do Código de Defesa do Consumidor. Revista de Direito do Consumidor, São Paulo, v. 85, jan.-mar. 2013.

Canaris, Claus-Wilhelm. Bankvertragsrecht: Erster Teil. 3. Auf. Berlin: Walter de Gruyter, 1988.

Canotilho, J. J. Gomes. Direito constitucional e teoria da Constituição. 2. ed. Coimbra: Almedina, 1998.

Capitant, H. De la cause des obligations.3. ed. Paris: Librairie Dalloz, 1927.

Carnell, Richard S.; Macey, Jonathan R.; Miller, Geoffrey P. The law of banking and financial institutions. 4. ed. New York: Aspen, 2009.

Carnelutti, Francesco. Teoria giuridica della circolazione. Padova: Cedam, 1933.

Carvalho, Lena Oliveira; Morais, José Franco. Mercado primário da dívida pública federal. In: Carvalho, Lena Oliveira; Silva, Anderson Caputo; Medeiros, Otávio Ladeira (org.). Dívida pública: a experiência brasileira. Brasília: Secretaria do Tesouro Nacional/Banco Mundial, 2009.

Carvalho de Mendonça, J. X. Tratado de direito comercial brasileiro. 3. ed. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1939. v. 6, livro IV.

Carvalhosa, Modesto. Direito econômico. São Paulo: Ed. RT, 1973.

Carvalhosa, Modesto. Responsabilidade civil de administradores e de acionistas controladores perante a Lei das S/A. Revista dos Tribunais, São Paulo, v. 699, jan. 1994.

Castellar Pinheiro, Armando; Saadi, Jairo. Direito, economia e mercados. São Paulo: Campus, 2005.

Castro, Paulo Rabello de. Risco: natureza, gerenciamento e imputação legal. Cadernos de Direito Tributário e Finanças Públicas, n. 11, São Paulo, 1995.

Castro, Torquato. Da causa no contrato. Recife: Imprensa Universitária da Universidade Federal de Pernambuco, 1966.

Castronovo, Carlo. Trust e diritto civile italiano – Relazione al Convegno di studi sul tema Negozio fiduciario e trust. Vita Notarile, 1998.

Castronovo, Carlo; Mazzamuto, Salvatore. Manuale di diritto privato europeo – Proprietà, obbligazioni, contratti. Milano: Giuffrè, 2007.

Cavalcante, Fernando G. M. O contrato de câmbio de exportação em juízo. Rio de Janeiro: Renovar, 1989.

Cavalieri, Sérgio. Responsabilidade civil das instituições bancárias por danos causados a correntistas e terceiros. In: Guerra, Alexandre; Benacchio, Marcelo. Responsabilidade civil bancária. São Paulo: Quartier Latin, 2012.

Cavalieri Filho, Sérgio. Programa de responsabilidade civil. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

Chalhub, Melhim Namem. Negócio fiduciário. Rio de Janeiro: Renovar, 1998; 2006.

Chalhub, Melhim Namem. Trust: breves considerações sobre sua adaptação aos sistemas jurídicos de tradição romana. Revista dos Tribunais, São Paulo, v. 790, ago. 2001.

Chalhub, Melhim Namem; Assumpção, Márcio Calil. Cessão fiduciária de direitos creditórios: aspectos de sua natureza jurídica e seu tratamento no concurso de credores. Revista trimestral de direito civil, Rio de Janeiro, n. 38, 2009.

Cherednychenko, Olha O. Fundamental rights, contract law and the protection of weaker party – A comparative analysis of the constitutionalisation of contract law, with emphasis on risky financial transaction. München: Sellier European Law Publishers, 2007.

Cheshire, Geoffrey Chevallier. Il concetto del “trust” secondo la common law inglese. Torino: Giappichelli, 1998.

Chew, Lillian. Gerenciando os riscos de derivativos. O uso e o abuso da alavancagem. São Paulo: Qualitymark, 1999.

Chorley, Lord. Law of banking. 3. ed. London: Sir Isaac Pitman & Sons, 1950.

Cirne Lima, Ruy. Do juro do dinheiro. Revista de Direito Bancário e do Mercado de Capitais, São Paulo, v. 45, jul. 2009.

Cirne Lima, Ruy. Princípios de direito administrativo. São Paulo: Ed. RT, 1987.

Cirne Lima, Ruy. Sistema de direito administrativo brasileiro. Porto Alegre: Sulina, 1953.

Clarke, Thomas. Theories of corporate governance – The philosophical foundations of corporate governance. New York: Routledge, 2007.

Climeni, Luiz Alberto Orsi; Kimura, Herbert. Derivativos financeiros e seus riscos. São Paulo: Atlas, 2008.

Coelho, Fábio Ulhoa. Curso de direito comercial – Direito da empresa. 15. ed. São Paulo: Saraiva, 2011. v. 1.

Coelho, Fábio Ulhoa. Curso de direito comercial. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2002. v. 2.

Coelho, Fábio Ulhoa. Os derivativos e a desvalorização do real de 2008. Revista de Direito Bancário e do Mercado de Capitais, São Paulo, v. 44, abr.-jun. 2009.

Comparato, Fábio Konder. Abertura de crédito. Nulidade de cláusula contratual. Revista de Direito Mercantil, São Paulo, v. 3, 1971.

Comparato, Fábio Konder. Estado, empresa e função social. Revista dos Tribunais, São Paulo, v. 732, out. 1996.

Comparato, Fábio Konder. Seguro de crédito. São Paulo: Ed. RT, 1968.

Corapi, Diego. Introduzione. In: Cheshire, Geoffrey Chevallier. Il concetto del “trust” secondo la common law inglese. Torino: Giappichelli, 1998.

Costa, Carla Guapo. Crises financeiras na economia mundial – Algumas reflexões sobre a história recente. Coimbra: Almedina, 2010.

Costa Neto, Yttrio Corrêa da. Bancos oficiais no Brasil – Origem e aspectos do seu desenvolvimento. Brasília: BCB, 2004.

Costi, Renzo. L’ordinamento bancario. 4. ed. Bologna: Il Mulino, 2007.

Coutant-Lapalus, Christelle. Le principe de la réparation intégrale en droit privé. Aix de Marseille: Presses Universitaires d’Aix...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
4 de Dezembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1199168733/bibliografia-direito-bancario-ed-2019