Data Protection Officer (Encarregado)

Data Protection Officer (Encarregado)

Dpo e Design Thinking

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Danielle Campos Lima Serafino 1

Pablo R. Jacinto 2

1.O que é Design Thinking?

Quando se pensa na palavra “design”, a primeira coisa que vem em mente é o aspecto “estético”, um “projeto” ou um “desenho” de um objeto. Porém, o design não se limita às formas, seu propósito é unir a forma de determinado objeto à sua funcionalidade. Portanto, parte-se de uma visão em que esse objeto se relaciona com o seu destinatário, a sua concepção leva em consideração essa interação entre o objeto de criação e seu usuário final.

Diante desta definição de design, é possível concluir que o designer cria projetos centrados nas pessoas. Isso pode parecer óbvio e simples, especialmente para os dias de hoje em que se falar de “user experience”. Essa forma peculiar de pensar dos designers, o que em inglês pode ser traduzido como “design thinking” (pensamento de design), vem ganhando espaço e sendo tratado como um novo modelo mental. É uma nova forma de pensar, abordar problemas e inovar, trazendo as pessoas para o centro do projeto.

Nas últimas décadas, consultorias internacionais e multinacionais passaram a compreender o valor nessa forma de pensar, nessa abordagem, passando a utilizá-la nos seus centros de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Os resultados criativos e inovadores, alguns literalmente “disruptivos”, chamaram a atenção. Não somente designers passaram a integrar equipes de inovação, mas outros profissionais começaram a ser treinados nesta metodologia. A forma mais comum de evidenciar o Design Thinking na prática é por meio de sessões design com equipes multidisciplinares, as quais podem levar dias, semanas ou meses.

Sem ter a pretensão de se aprofundar na cronologia do design, é fundamental mencionar três momentos clássicos. O primeiro foi o renascimento em 1452, tendo como seu expoente Leonardo da Vinci, um dos maiores precursores do design, cujo legado sobrevive até os dias de hoje. Seus manuscritos com mais de 4000 páginas descrevem criteriosamente composições de máquinas e corpo humano, conjugando esboços e escritas espelhadas. O segundo com a Revolução Industrial no século XVII quando da transição do modelo artesão para manufatura industrial. Assim, o artesão se tornou um profissional que passou a desenvolver projetos com objetivo de reprodução massificada. E o terceiro foi a escola Bauhaus, fundada em 1919 por Wlater Gropius na Alemanha, o qual defendia a ideia de que a arte deveria ser funcional. Em outras palavras, a forma é guiada pela função.

Esse é o conceito que adotaremos para palavra “design” daqui em diante, não apenas a ideia de forma, mas também de metodologia, de processo que conduz a uma solução inovadora para problemas complexos, um caminho não linear, visual, multimídia, que fomenta ideias criativas, um caminho comprometido com a função, com foco no destinatário daquela solução, centrada no ser humano.

Já o termo “Design Thinking” foi utilizado pela primeira vez por Richard Buchanan em 1992, renomado professor de design e inovação da Universidade de Carnigie Mellon, em seu artigo denominado Wicked Problems in Design Thinking 3 . Numa tradução livre, o escritor apresenta as características dos Wicked Problems (problemas difíceis de serem resolvidos) e como eles interagem com o pensamento do design (design thinking).

Esse acadêmico foi pioneiro ao empregar o termo Design Thinking para impulsionar a aplicação do design não só para os profissionais formados nesta disciplina, mas para todos que desejarem resolver problemas complexos em suas rotinas.

Em 1999, a consultoria global de Design IDEO passa a utilizar o Design Thinking como abordagem em seus projetos, ajudando multinacionais como Procter & Gamble, AT&T, Bank of America, Ford Motor, PepsiCo, Nike, Marriott, Caterpillar, Lufthansa, Prada, entre outros, a desenvolver milhares de produtos e serviços inovadores, alguns deles de muito destaque como o primeiro mouse da Apple e o PDA Palm V. 4

A IDEO ajudou …

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
19 de Agosto de 2022
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1207548785/dpo-e-design-thinking-data-protection-officer-encarregado