Coisa Julgada - Ed. 2020

Referências

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

ABBOUD, Georges. Jurisdição constitucional e direitos fundamentais. São Paulo: Ed. RT, 2011.

ALEXY, Robert. Teoría de los derechos fundamentales. Madrid: Centro de Estudios Políticos y Constitucionales, 2001.

ALEXY, Robert. Teoria dos direitos fundamentais. Trad. Virgilio Afonso da Silva. São Paulo: Malheiros, 2008.

ALLORIO, Enrico Problemas de Derecho Procesal. Traducción de Santiago Sentís Melendo. Buenos Aires: Ediciones Jurídicas Europa-América, 1963. t. II.

ALLORIO, Enrico Problemi di Diritto. Natura della cosa giudicata. Milano: Giuffrè, 1957. v. 2.

ALLORIO, Enrico. La cosa giudicata rispetto ai terzi. Milano: Giuffrè, 1992.

ALMEIDA, Gregório Assagra de. Direito processual coletivo brasileiro: um novo ramo do direito processual. São Paulo: Saraiva, 2003.

ALVIM, Arruda; ALVIM, Eduardo Arruda; THAMAY, Rennan Faria Kruger; NEVES, Fernando Crespo Queiroz. Aspectos processuais da incorporação societária: em conformidade com o novo CPC. São Paulo: Ed. RT, 2015.

ALVIM, Arruda. Direito processual civil. São Paulo: Ed. RT, 1972. v. 2.

ALVIM, Arruda. Manual de direito processual civil. 16. ed. rev., atual. e ampl. São Paulo: Ed. RT, 2013.

ALVIM, Arruda. Novo contencioso cível no CPC/2015. São Paulo: Ed. RT, 2016.

ALVIM, Eduardo Arruda; THAMAY, Rennan Faria Kruger; GRANADO, Daniel Willian. Processo constitucional. São Paulo: Ed. RT, 2014.

ALVIM, Eduardo Arruda. Direito processual civil. 5. ed. rev., atual. e ampl. São Paulo: Ed. RT, 2013.

ALVIM, José Eduardo Carreira. Recursos especiais repetitivos: mais uma tentativa de desobstruir os Tribunais. Revista de Processo, São Paulo: Ed. RT, a. 33, n. 162, p. 168-185, ago. 2008.

ALVIM, Thereza. Questões prévias e os limites objetivos da coisa julgada. São Paulo: Ed. RT, 1977.

AMENDOEIRA JUNIOR, Sidnei. Manual de Direito Processual Civil: teoria geral do processo e fase de conhecimento em primeiro grau de jurisdição. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

ANDRADE, Fábio Martins de. Procedimento para o julgamento de recursos repetitivos no âmbito do STJ – Anotações à Lei 11.672/2008 (acréscimo do art. 543-C no CPC). Revista Dialética de Direito Processual (RDDP), São Paulo: Dialética, n. 65, ago. 2008.

ANDREWS, Neil. O moderno processo civil brasileiro: formas judiciais e alternativas de resolução de conflitos na Inglaterra. Orientação e revisão da tradução de Teresa Arruda Alvim Wambier. São Paulo: Ed. RT, 2009.

ANDRIOTTI NETO, Nello. Direito Civil e romano. São Paulo: Rideel, 1971. v. I.

Anuário da justiça Brasil 2011. O Poder Judiciário da última palavra. São Paulo: Consultor Jurídico, 2011.

ARAGÃO, Egas Dirceu. Conexão e tríplice identidade. AJURIS, Porto Alegre, n. 28, p. 72-80, jul. 1983.

ARAGÃO, Egas Dirceu. Sentença e coisa julgada. Rio de Janeiro: Aide, 1992.

ARAUJO CINTRA, Antonio Carlos de. Comentários ao Código de Processo Civil. Arts : 332 a 475. Rio de Janeiro: Forense, 2003. 4 v.

ARAÚJO, Valter Shuenquener. O princípio da proteção e da confiança. Uma nova forma de tutela do cidadão diante do Estado. Rio de Janeiro: Impetus, 2009.

ARAZI, Roland. Introducción, recursos ordinarios y extraordinarios en el régimen procesal de la nación y de la provincia de Buenos Aires. Santa Fé: Rubinzal-Culzoni, 2005.

ARGENTINA. CNAT Sala II. Expte Nº 6938/04 Sent. Def. Nº 94.206. Julgador Vázquez Vialard. Julgado em 11 de maio de 2006. Disponível em: [ http://www.pjn.gov.ar/02_Central/Index2.Asp?Nodo=315&Rubro=2 ]. Acesso em: 20 mar. 2014.

ARGENTINA. CNAT Sala II. Expte Nº 7678/99 Sent. Def. Nº 33.511. Julgador Catardo Morando. Julgado em 15 de agosto de 2006. Disponível em: [ http://www.pjn.gov.ar/02_Central/Index2.Asp?Nodo=315&Rubro=2 ]. Acesso em: 20 mar. 2014.

ARGENTINA. Corte Suprema de Justicia de la Nación. M 2333 XLII. Recurso de casación e inconstitucionalidad n. 330:3248. Julgado em 13/07/07. Disponível em: [ http://www.csjn.gov.ar/expcon/documentos/expedientes/toc_expe.jsp ]. Acesso em: 20 mar. 2014.

ARIETA, Giovanni; SANTIS, Francesco de; MONTESANO, Luigi. Corso base di diritto processuale civile. 5. ed. Padova: CEDAM, 2013.

ÁVILA, Humberto. Teoria dos princípios: da definição à aplicação dos princípios jurídicos. São Paulo: Malheiros, 2003.

BAHIA, Alexandre Gustavo Melo Franco. Recursos extraordinários no STF e no STJ: conflito entre interesse público e privado. Curitiba: Juruá, 2009.

BARACHO, José Alfredo de Oliveira. Direito constitucional contemporâneo: homenagem ao Professor Paulo Bonavides. Org. Fernando Luiz Ximenes Rocha e Filomeno Moraes. Belo Horizonte: Del Rey, 2005.

BARBI, Celso Agrícola. Comentários ao Código de Processo Civil. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1988.

BARBI, Celso Agrícola. Da preclusão no processo civil. Revista Forense, Rio de Janeiro, n. 158, 1955, p. 59.

BARBI, Celso Agrícola. Da preclusão no processo civil. Revista Forense, Rio de Janeiro: Forense, n. 158, p. 62 e ss., 1955.

BARROSO, Luís Roberto. Fundamentos teóricos do novo direito constitucional brasileiro.

A nova interpretação constitucional. Rio de Janeiro: Renovar, 2003.

BARROSO, Luís Roberto. Fundamentos teóricos e filosóficos do novo direito constitucional brasileiro. A nova interpretação constitucional. Rio de Janeiro: Renovar, 2003.

BARROSO, Luís Roberto. O controle de constitucionalidade no Direito brasileiro. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2006.

BARROSO, Luís Roberto. O controle de constitucionalidade no direito brasileiro. São Paulo: Saraiva, 2004.

BARROSO, Luís Roberto. O controle de constitucionalidade no direito brasileiro. 7. ed. Rio de Janeiro: Saraiva, 2015.

BARROSO, Luís Roberto. Temas de direito constitucional. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

BASTOS, Celso Ribeiro. Curso de direito constitucional. 22. ed. São Paulo: Saraiva, 2001.

BASTOS, Celso Ribeiro. Elementos de direito constitucional. São Paulo: Saraiva, 1975.

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Trad. Mauro Gama, Cláudia Martinelli Gama. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

BEDAQUE, José Roberto dos Santos. Efetividade do processo e técnica processual. 2. ed. São Paulo: Malheiros, 2007.

BÉGUIN, Jean-Claude. Le contrôle de la constitutionnalitè des lois en République Fédérale d’Allemagne. Paris: Economica, 1982.

BERIZONCE, Roberto Omar (Coord.). Aportes para una justicia más transparente. La Plata: LEP, 2009.

BERIZONCE, Roberto Omar. Activismo judicial y participación en la construcción de las políticas públicas. Civil Procedure Review, v. 1, n. 3, p. 46-74, sep./dec. 2010. Disponível em: [ http://www.civilprocedurereview.com ]. Acesso em: 18 set. 2011.

BERIZONCE, Roberto Omar. As garantias do cidadão na justiça. Coord. Sálvio de Figueiredo Teixeira. São Paulo: Saraiva, 1993.

BERIZONCE, Roberto Omar. Derecho procesal civil actual. La Plata: LEP, 1999.

BERIZONCE, Roberto Omar. Efectivo acceso a la justicia. La Plata: LEP, 1987.

BERIZONCE, Roberto Omar. El proceso civil en transformación. La Plata: LEP, 2008.

BERIZONCE, Roberto Omar. In: GRINOVER, Ada Pellegrini (Coord.). Participação e processo. São Paulo: Ed. RT, 1988.

BERMUDES, Sérgio. Sindérese e a coisa julgada inconstitucional. In: YARSHELL, Flavio Luiz; MORAIS, Maurício Zanoide de (Org.). Estudos em homenagem à professora Ada Pellegrini Grinover. São Paulo: DOJ, 2005.

BERNAL, Francisco Chamorro. La tutela judicial efectiva. Barcelona: Bosch, s.d.

BIDART CAMPOS, Germán; CARNOTA, Walter. Derecho constitucional comparado. Buenos Aires: Ediar, 2000.

BIDART CAMPOS, Germán. Manual de la Constitución reformada. Buenos Aires: Ediar, 1998.

BOBBIO, Norberto. El futuro de la democracia. Trad. José F. Fernández Santillán. México: Fondo de Cultura Económica, 1999.

BOBBIO, Norberto. O positivismo jurídico: lições de filosofia do direito. São Paulo: Ícone, 2006.

BOBBIO, Norberto. O positivismo jurídico: lições introdutórias de filosofia do direito. Tradução de Márcio Pugliesi Edson Bini e Carlos E. Rodrigues. São Paulo: Ícone, 1995.

BOBBIO, Norberto. Principi generali di diritto. Novissimo Digesto Italiano. V. 13. Turim: Unione Tipografico-Editrice Torinese, 1957.

BOBBIO, Norberto. Teoria do ordenamento jurídico. Trad. Maria Celeste Cordeiro Leite dos Santos. 10. ed. Brasília: Ed. Universidade de Brasília, 1999.

BOMFIM JÚNIOR, Carlos Henrique de Moraes et al. A coisa julgada em Fazzalari. In: LEAL, Rosemiro Pereira (Coord.). O ciclo teórico da coisa julgada: de Chiovenda a Fazzalari. Belo Horizonte: Del Rey, 2007.

BONAVIDES, Paulo. Curso de direito constitucional. 19. ed. São Paulo: Malheiros, 2006.

BOTELHO DE MESQUITA, José Ignácio. A causa petendi nas ações reivindicatórias. Ajuris, Porto Alegre, n. 20, p. 168, 1980.

BOURDIEU, Pierre. Campo de poder: campo intelectual. Buenos Aires: Estroboas Copia, 2003.

BUENO, Cassio Scarpinella. Curso sistematizado de direito processual civil: teoria geral do direito processual civil. 6. ed. rev., atual. e ampl. São Paulo: Saraiva, 2012.

BUENO, Cassio Scarpinella. Curso sistematizado de direito processual civil: procedimento comum: ordinário e sumário. 5. ed. rev., atual. e ampl. São Paulo: Saraiva, 2012. t. I. v. 2.

BUENO, Cassio Scarpinella. Curso sistematizado de direito processual civil: teoria geral do direito processual civil. São Paulo: Saraiva, 2007. v. 1.

BUENO, Cassio Scarpinella. Manual de direito processual civil. São Paulo: Saraiva, 2015.

BUENO, Cassio Scarpinella. Novo Código de Processo Civil anotado. São Paulo: Saraiva, 2015.

BULGARELLI, Waldírio. Fusões, incorporações e cisões de sociedades. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

BUZAID, Alfredo. Uniformização de jurisprudência. Porto Alegre: Ajuris – Associação dos Juízes do RS, n. 34, 1985.

CABRAL, Antonio do Passo; CRAMER, Ronaldo (Coord.). Comentários ao novo Código de Processo Civil. Rio de Janeiro: Forense, 2015.

CABRAL, Antonio do Passo. Coisa julgada e preclusões dinâmicas: entre continuidade, mudança e transição de posições processuais estáveis. Salvador: JusPodivm, 2013.

CAHALI, Francisco José. Arbitragem e o projeto de Código de Processo Civil. São Paulo: Editora Lex, 2012.

CAHALI, Francisco José. Curso de arbitragem. 3. ed. rev., atual. e ampl. São Paulo: Ed. RT, 2013.

CALAMANDREI, Piero. Instituciones del derecho procesal civil. Trad. Santiago Sentís

Melendo. Buenos Aires: EJEA, 1973. v. 2.

CALMON, Petronio. Fundamentos da mediação e da conciliação. 2. ed. Brasília: Gazeta Jurídica, 2013.

CÂMARA, Alexandre Freitas. Ação rescisória. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2007.

CÂMARA, Alexandre Freitas. Lições de direito processual civil. 14. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2006. v. I.

CÂMARA, Alexandre Freitas. O novo processo civil brasileiro. 2. ed. rev. e atual. São Paulo: Atlas, 2016.

CAMBI, Eduardo. Jurisprudência lotérica. Revista dos Tribunais, São Paulo, ano 90, v. 786, p. 108-128, abr. 2001.

CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Direito constitucional e teoria da Constituição. 7. ed. Coimbra: Almedina, 2007.

CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Direito constitucional e teoria da Constituição. Coimbra: Almedina, 2010.

CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Estudos sobre direitos fundamentais. 2. ed. Portugal: Coimbra Editora, 2008.

CAPONI, Remo. L’efficacia del giudicato civile nel tempo. Milano: Giuffrè, 1991.

CAPPELLETTI, Mauro. Appunti sulla tutela giurisdicionale di interessi coletivi o diffusi. Le azione a tutela di interessi collettivi: atti del convegno di studio di pavia. Padova: CEDAM, 1976.

CAPPELLETTI, Mauro. Conferências do Prof. Mauro Cappelletti. Separata da Revista do Ministério Público, Porto Alegre, v. 1, n. 18, p. 24, 1985.

CAPPELLETTI, Mauro. O controle judicial de constitucionalidade das leis no direito comparado. 2. ed. Porto Alegre: Sérgio Antônio Fabris, 1992.

CARMONA, Carlos Alberto. A arbitragem no processo civil brasileiro. São Paulo: Malheiros, 1993.

CARMONA, Carlos Alberto. Arbitragem e processo: um comentário à Lei 9.307/96. São Paulo: Malheiros, 1998.

CARMONA, Carlos Alberto. Arbitragem e processo: um comentário à Lei n. 9.307/96.

3. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

CARNEIRO, Athos Gusmão. Primeiras observações sobre a lei dos recursos repetitivos no STJ. Revista de Processo, São Paulo, ano 33, v. 160, p. 83-86, jun. 2008.

CARNELUTTI, Francesco. Efficacia, autorità e immutabilità della sentenza. Rivista di Diritto Processuale Civile, Padova, v. XII, parte I, p. 207, 1935.

CARNELUTTI, Francesco. Estudios de derecho procesal. Trad. Santiago Sentís Melendo. Buenos Aires: Ediciones Jurídicas Europa-América, 1952. v. II.

CARNELUTTI, Francesco. Instituciones del nuevo proceso civil italiano. Trad. Jaime Guasp. Barcelona: Bosch, 1942. 1. v.

CARNELUTTI, Francesco. Instituciones del proceso civil. Trad. Santiago Sentís Melendo. Buenos Aires: EJEA, 1973.

CARNELUTTI, Francesco. Lezioni di diritto processuale civile. Pádova: CEDAM, 1986. v. I.

CARNELUTTI, Francesco. Principi del processo penale. Napoli: Morano, 1960.

CARNELUTTI, Francesco. Sistema de direito processual civil. São Paulo: ClassicBook, 2000. v. I.

CARRIÓ, Genaro R.; CARRIÓ, Alejandro D. El recurso extraordinario por sentencia arbitraria. Buenos Aires: Abeledo-Perrot, 1983.

CARVALHO E MARINHO, Hugo Chacra. A independência funcional dos juízes e os precedentes vinculantes. Precedentes. Salvador: JusPodivm, 2015.

CARVALHO, Fabiano. EC n. 45: reafirmação da garantia da razoável duração do processo. In: ARRUDA ALVIM WAMBIER, Teresa et al. (Coord.). Reforma do Judiciário: primeiros ensaios críticos sobre a EC n. 45/2004. São Paulo: Ed. RT, 2005.

CARVALHO, Kildare Gonçalves. Direito constitucional didático. 8. ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2002.

CARVALHO, Lucas...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
3 de Dezembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1207558081/referencias-coisa-julgada-ed-2020