Para Entender Kelsen

16. Conclusão

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Um dos momentos mais significativos do pensamento filosófico do século XX se encontra no último aforismo do Tractatus Logico-philosophicus, de Wittgenstein, segundo o qual: “sobre aquilo de que não se pode falar, deve-se calar” (Wovon man nicht sprechen kann, darüber muss man schweigen; 1921: 281). A filosofia, uma vez mais, indagava sobre si própria e sobre a pertinência de seus resultados. Os enunciados metafísicos, se não podem ser verdadeiros ou falsos, porque nem sequer têm sentido, não devem ser formulados. Wittgenstein, após a publicação da obra, renuncia à herança do pai e se emprega como ajudante de jardineiro do Mosteiro de Hütteldorf. Seu silêncio se reveste de profundo significado filosófico: a advertência era para valer. Se a filosofia cuida do que vai além da experiência empírica e trata do indizível, então nada pode afirmar de seguro sobre o seu objeto e deve simplesmente emudecer.

Tempos depois, Wittgenstein retorna à filosofia como professor de Cambridge e passa a dedicar-se a temas diferentes, assumindo inclusive posições opostas à do Tractatus (cf. Stegmüller, 1960: 430-435). Parece, desse modo, querer preservar a integridade de sua propositura sobre o silêncio acerca das questões filosóficas. Os compêndios de filosofia falam de um primeiro Wittgenstein, envolvido com o projeto de discutir as possibilidades da metafísica, por meio do estudo da estrutura lógica dos enunciados em sua …

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
23 de Maio de 2022
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1207594410/16-conclusao-para-entender-kelsen