A Tutela Coletiva de Interesses Individuais: Para Além da Proteção dos Interesses Individuais Homogêneos - Ed. 2015

Bibliografia

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

BIBLIOGRAFIA

ALEXY, Robert. A theory of constitutional rights. Trad. Julian Rivers. New York: Oxford University Press, 2002

______. Epílogo a la teoría de los derechos fundamentales. Trad. Carlos Bernal Pulido. Madrid: Fundación Beneficentia et Peritia Iuris. 2004

______. Teoria de los derechos fundamentales. Madrid: Centro de Estúdios Constitucionales, 1997

ALMEIDA, Gregório Assagra de. Manual das ações constitucionais. Belo Horizonte: Del Rey, 2007

______. Direito material coletivo. Belo Horizonte: Del Rey, 2008

ALMEIDA, João Batista de. Aspectos controvertidos da ação civil pública – doutrina e jurisprudência. São Paulo: RT, 2001

ALSINA, Hugo. Tratado teorico practico de derecho procesal civil y comercial. 2ª ed., atualizada por Jesus Cuadrao. Buenos Aires: Ediar, 1962, tomo V

ALVIM, Eduardo Arruda. Antecipação da tutela. Curitiba: Juruá, 2008

______. Mandado de segurança no direito tributário. São Paulo: RT, 1997

ALVIM, Thereza. “A tutela específica do art. 461, do código de processo civil”. Revista de processo. São Paulo: RT, out-dez/95, n. 80

AMERICANO, Jorge. Processo civil e commercial no direito brasileiro. São Paulo: Saraiva, 1925

ANDRADE, José Robin de. A acção popular no direito administrativo português. Coimbra: Coimbra, 1967

ANTUNES, Henrique Sousa. “Class actions, group litigation & other forms of collective litigation (portuguese report)”. Disponível em http://www.law.stanford.edu/display/images/dynamic/events_media/Portugal_National_Report.pdf

APPIO, Eduardo. A ação civil pública no Estado Democrático de Direito. Curitiba: Juruá, 2005

ARAÚJO FILHO, Luiz Paulo da Silva. “El anteproyecto de código de proceso civil colectivo modelo para iberoamérica y los intereses o derechos individuales homogéneos”. La tutela de los derechos difusos, colectivos e individuales homogéneos – hacia un código modelo para iberoamérica. 2a ed.. Coord. Antonio Gidi e Eduardo Ferrer Mac-Gregor. México: Porrúa, 2004

______. Comentários ao Código de Defesa do Consumidor – Parte processual. São Paulo: Saraiva, 2002

ARENHART, Sérgio Cruz. “A doutrina brasileira da multa coercitiva – três questões ainda polêmicas”. Revista forense. Rio de Janeiro: Forense, vol. 396, mar.-ab./2008

______. “A efetivação de provimentos judiciais e a participação de terceiros”. Aspectos polêmicos e atuais sobre os terceiros no processo civil e assuntos afins. Coord. Fredie Didier Jr. e Teresa Arruda Alvim Wambier. São Paulo: RT, 2004

______. “A prisão como meio coercitivo”. Instrumentos de coerção e outros temas de direito processual civil. Coord. TESHEINER, José Maria Rosa, MILHORANZA, Mariângela Guerreiro e PORTO, Sérgio Gilberto. Rio de Janeiro: Forense, 2007

______. “A tutela de direitos individuais homogêneos e as demandas ressarcitórias em pecúnia”. Direito processual coletivo e o anteprojeto de Código Brasileiro de Processos Coletivos. Org. Ada Pellegrini Grinover; Aluisio Gonçalves de Castro Mendes; Kazuo Watanabe. São Paulo: RT, 2007

______. “Ainda a (im) penhorabilidade de altos salários e imóveis de elevado valor – ponderações sobre a crítica de José Maria Tesheiner”. In http://ufpr.academia.edu/SergioCruzArenhart/Papers/150876/Ainda_a_im_penhorabilidade_de_altos_salarios_e_imoveis_de_elevado_valor_-_ponderacoes_sobre_a_critica_de_Jose_Maria_Tesheiner . Acesso em: 09.06.2010

______. “La intervención judicial y el cumplimiento de la tutela especifica”. Revista peruana de derecho procesal. Lima: Communitas, n. 16, 2010

______. “O recurso de terceiro prejudicado e as decisões vinculantes”. Aspectos polêmicos e atuais dos recursos cíveis. São Paulo: RT, 2007, vol. 11

______. “Ônus da prova e relações de consumo”. Repensando o direito do consumidor – 15 anos do CDC. Org. Marcelo Conrado. Curitiba: Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Paraná, 2005

______. “Onus da prova e sua modificação no processo civil brasileiro”. Revista jurídica. Porto Alegre: Notadez. Mai.2006, n. 343

______. “Sentença condenatória para quê?”. Teoria quinária das ações. Coord. Eduardo José da Fonseca Costa, Luiz Eduardo Mourão e Paulo Henrique Nogueira. Salvador: JusPodivm, 2010

______. “Tutela coletiva e o controle das políticas públicas pelo Poder Judiciário”. Processo civil coletivo. Coord. Rodrigo Mazzei e Rita Dias Nolasco. São Paulo: Quartier Latin, 2005

______.“Decisões estruturais no direito processual civil brasileiro”. Revista de processo, vol. 225. São Paulo: RT, nov./2013

______. Perfis da tutela inibitória coletiva. São Paulo: RT, 2003

______. MARINONI, Luiz Guilherme. Comentários ao código de processo civil. 2ª ed., São Paulo: RT, 2005.

______. MARINONI, Luiz Guilherme. Curso de processo civil. 8ª ed., São Paulo: RT, 2010, vol. 2 (processo de conhecimento).

______. MARINONI, Luiz Guilherme. Curso de processo civil. 2ª ed., São Paulo: RT, 2008, vol. 3 (execução).

______. MARINONI, Luiz Guilherme. Prova. São Paulo: RT, 2009

ARRUDA ALVIM, José Manoel. Tratado de direito processual civil. 2a ed., São Paulo: RT, 1990, vol. I

ASSIS, Araken de. Manual do processo de execução. 7a ed., São Paulo: RT, 2001

BAETGE, Dietmar. Class actions, group litigation & other forms of collective litigation - Germany. Disponível em http://www.law.stanford.edu/library/globalclassaction/PDF/Germany

BANDEIRA DE MELLO, Celso Antônio. Curso de direito administrativo. 9a ed., São Paulo: Malheiros, 1997

______. O conteúdo jurídico do princípio da igualdade. São Paulo: Malheiros, 1993

BAPTISTA DA SILVA, Ovídio Araújo. “A ‘plenitude de defesa’ no processo civil”, in Da sentença liminar à nulidade da sentença. 1ª ed. Rio de Janeiro : Forense, 2001

BARBI, Celso Agrícola. Comentários ao código de processo civil. 11a ed., Rio de Janeiro: Forense, 2002, vol. I

______. Do mandado de segurança. 7ª ed., Rio de Janeiro: Forense, 1993

BARBOSA MOREIRA, José Carlos. “A desinformação jurídica”. Temas de direito processual. 6ª série. São Paulo: Saraiva, 1997

______. “As bases do direito processual civil”. Temas de direito processual. 1ª série. 2ª ed., São Paulo: Saraiva, 1988

______. “Item do pedido sobre o qual não houve decisão. Possibilidade de reiteração noutro processo”. Temas de direito processual. 2a Série. 2a ed., São Paulo: Saraiva, 1988

______. “Notas sobre el contenido, los efectos y la inmutabilidad de la sentencia” in Temas de direito processual. Quinta série. São Paulo: Saraiva, 1994

______. “O novo código civil e o direito processual”. Revista Forense, v. 364

______. “O processo, as partes e a sociedade”. Temas de direito processual. 8ª série. São Paulo: Saraiva, 2004

______. “O que deve e o que não deve figurar na sentença”. Temas de direito processual. 8ª série. São Paulo: Saraiva, 2005

______. “Os novos rumos do processo civil brasileiro”. Temas de direito processual civil. 6ª série. São Paulo: Saraiva, 1997

______. “Por um processo socialmente efetivo”. Temas de direito processual. 8ª série. São Paulo: Saraiva, 2004

______. “Processo civil e processo penal: mão e contramão?”. Temas de direito processual. 7ª série. São Paulo: Saraiva, 2001

______. “Reformas processuais e poderes do juiz”. Temas de direito processual. 8ª ed., São Paulo: Saraiva, 2004

______. “Tutela sancionatória e tutela preventiva” in Temas de direito processual. 2a série. 2a ed., São Paulo: Saraiva, 1988

______. O novo processo civil brasileiro. 22ª ed., Rio de Janeiro: Forense, 2002

BARROS, Suzana de Toledo. O princípio da proporcionalidade e o controle de constitucionalidade das leis restritivas de direitos fundamentais. 2ª ed., Brasília: Brasília Jurídica, 2000

BASTOS, Celso Ribeiro, MARTINS, Ives Gandra. Comentários à constituição do Brasil. 2o vol. São Paulo: Saraiva, 1989

BAUR, Fritz. Tutela jurídica mediante medidas cautelares.Porto Alegre: Fabris, 1985

BEDAQUE, José Roberto dos Santos. Poderes instrutórios do juiz. 2ª ed., São Paulo: RT, 1994

______. Tutela cautelar e tutela antecipada: tutelas sumárias e de urgência (tentativa de sistematização). São Paulo: Malheiros, 1998

BITTAR, Carlos Alberto. “A teoria da responsabilidade civil e os novos instrumentos de defesa do consumidor”, in Responsabilidade civil por danos a consumidores. Coord. Carlos Alberto Bittar. São Paulo: Saraiva, 1992

BLACKSTONE, William. Commentaries on the laws of England. Chicago: University of Chicago Press, 1979, vol. III

BOGART, W. A., KALAJDZIC, Jasminka, MATTHEWS, Ian. “Class actions in Canada: a national procedure in a multi-jurisdictional society? - a report prepared for the Globalization of Class action conference”. disponível em http://www.law.stanford.edu/library/globalclassaction/PDF/Canada_National_Report.pdf

BORÉ, Louis. “La defensa de los intereses colectivos frente a las jurisdicciones francesas”. Procesos colectivos – la tutela de los derechos difusos, colectivos e individuales homogéneos en una perspectiva comparada. Coord. Antonio Gidi e Eduardo Ferrer Mac-Gregor. México: Porrúa, 2004

BRONSTEEN, John. FISS, Owen. “The class action rule”. Notre Dame Law Review. Vol. 78:5, 2003

BÜLOW, Oskar von. Teoría de las excepciones procesales y los presupuestos procesales. Trad. Miguel Angel Rosas Lichtschein. Buenos Aires: EJEA, 1964

CABRAL, Antonio do Passo. “O novo procedimento-modelo (Musterverfahren) alemão: uma alternativa às ações coletivas”. Disponível em http://uerj.academia.edu/AntonioCabral/Papers

CALAMANDREI, Piero. “Líneas fundamentales del proceso civil inquisitorio”. Estudios sobre el proceso civil. Trad. Santiago Sentís Melendo. Buenos Aires: Editorial Bibliografico Argentina, 1945

______. Instituciones de derecho procesal civil. Trad. Santiago Sentis Melendo. Buenos Aires: El Foro, 1996, vol. I

CALIXTO, Negi; MARINS, Vitor A. A. Bonfim. “Eficácia da sentença e coisa julgada perante terceiros”. Ajuris. N. 44. Porto Alegre: Ajuris, nov-1988

CANARIS, Claus-Wilhelm. Direitos fundamentais e direito privado. Trad. Ingo Wolfgang Sarlet e Paulo Mota Pinto. Coimbra: Almedina, 2003

CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Direito constitucional. 5ª ed., 2ª reimpr. Coimbra: Almedina, 1992

______. Estudos sobre direitos fundamentais. Coimbra: Coimbra, 2004

CAPONI, Remo. “Divieto di frazionamento giudiziale del credito: applicazione del principio di proporzionalità nella giustizia civile”. Il foro italiano. Roma: Società Editrice del ‘Foro Italiano”, maio-2008, I

______. “Il giudicato civile dimensionato”. Rivista trimestrale di diritto e procedura civile. Milano: Giuffrè. 2009

______. “Il nuovo volto della class action”. Foro italiano. Roma: Società Editrice del “Foro Italiano”, 2009

______. “Il principio di proporzionalità nella giustizia civile: risvolti intorno di ‘class action’”. Bollettino risorse on line. Disponível em http:/www.giustamm.it/private/new_2010/ART_3730.htm. Acessado em: maio de 2010.

______. “Il principio di proporzionalità nella giustizia civile: prime note sistematiche”. Rivista trimestrale di diritto e procedura civile. Padova: CEDAM, 2011, vol. 65, n. 2, 2011

______. “Strumenti di tutela collettiva nel processo civile: l’esempio tedesco”. Le azioni collettive in Itália – profili teorici ed aspetti applicativi. Coord. Claudio Belli. Milano: Giuffrè, 2007

CAPPELLETTI, Mauro. “Appunti sulla tutela giurisdizionale di interessi collettivi o difusi”. Le azioni a tutela di interessi collettiviatti del convegno di studio – Pavia, 11-12 giugno 1974. Padova: CEDAM, 1976

______. El testimonio de la parte em el sistema de la oralidad. Primeira parte. Trad. Tomás A. Banzhaf. La Plata: Librería Editora Platense, 2002

_____. GORDLEY, James. JOHNSON Jr., Earl. Toward equal justice: a comparative study of legal aid in modern societies. Milano: Giuffrè, 1981

CARNELUTTI, Francesco. La prova civile. 2a ed., Roma: Ateneo, 1947

______. Lezioni di diritto processuale civile. Vol. II. Padova: CEDAM, 1986

______. Sistema de derecho procesal civil. Trad. Niceto Alcalá-Zamora y Castillo e Santiago Sentís Melendo. Buenos Aires: UTEHA, 1944

CARPENA, Marcio Louzada. Do processo cautelar moderno. 2ª ed., Rio de Janeiro: Forense, 2004

CARPES, Artur. Ônus dinâmico da prova. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2010

CARPI, Federico. L’efficacia ‘ultra partes’ della sentenza civile. Milano: Giuffrè, 1974

CARREIRA ALVIM, José Eduardo. Tutela antecipada. 4a ed., Curitiba: Juruá, 2005

CARRIGAN, Jim R. “Inherent Powers and Finance”. Trial magazine 7. N. 6, 1971

CAVALLONE, Bruno. Il giudice e la prova nel processo civile. Padova: CEDAM, 1991

CENDON, Paolo. “Esistere o non esistere”. Trattato breve dei nuovi danni. Coord. Paolo Cendon. Padova: CEDAM, 2001, vol. I

CHAYES, Abram. “The role of the judge in public law litigation”. Harvard Law Review. Vol. 89, n. 7, mai-1976.

CHIOVENDA, Giuseppe. “Identificazione delle azione. Sulla regola ‘ne eat iudex ultra petita partium’”in Saggi di diritto processuale civile. Milano: Giuffrè, 1993, vol. I

______. “L’azione nel sistema dei diritti” in Saggi di diritto processuale civile. Milano: Giuffrè, 1993, vol. I

______. “Sul litisconsorzio necessario”. Saggi di diritto processuale civile. Milano: Giuffrè, 1993, vol. II

______. Instituições de direito processual civil. Trad. J. Guimarães Menegale. São Paulo: Saraiva, 1943, vol. II

______. Princípios de derecho procesal civil. Trad. José Casais y Santaló. Madrid: Reus, 1925, tomo II

CINTRA JUNIOR, Dyrceu Aguiar Dias. “Interesses metaindividuais, questão de acesso à justiça”. Revista dos Tribunais. Vol. 676. São Paulo: RT, fevereiro de 1992

COMOGLIO, Luigi Paolo. “Note riepilogative su azione e forme di tutela, nell’ottica della domanda giudiziale”. Scritti in onore di Elio Fazzalari. Milano: Giuffrè, 1993, vol. II.

______. FERRI, Corrado. TARUFFO, Michele. Lezioni sul processo civile. 2ª ed., Bologna: il Mulino, 1998

______. La garanzia costituzionale dell’azione ed il processo civile. Padova: CEDAM, 1970.

COSTANTINO. Giorgio. Contributo allo studio del litisconsorzio necessario. Napoli: Jovene, 1979

COUTURE, Eduardo J.. Fundamentos del derecho procesal civil. 3ª ed., Buenos Aires: Depalma, 1958

CROZE, Hervé. MOREL, Cristian. Procédure civile. Paris: PUF, 1988

CUNHA, Alcides Alberto Munhoz da. “A evolução das ações coletivas no Brasil”. Revista de processo, n. 77

______. A lide cautelar no processo civil. Curitiba: Juruá, 1992

______. Comentários ao código de processo civil. São Paulo: RT, 2001

D’ORAZIO, Luigi et alli. Il concordato fallimentare. IPSOA, 2008

DALFINO, Domenico. “Appunti in tema di tutela in forma specifica e per equivalente degli interessi collettivi (in materia di consumo e di danno ambientale)” in Le azioni collettivi in Italia – profili teorici ed aspetti applicativi. Coord. Claudio Belli. Milano: Giuffrè, 2007

DAVID, René. O direito inglês. São Paulo: Martins Fontes, 1997

DAWALIBI, Marcelo. “Limites subjetivos da coisa julgada em ação civil pública. Ação civil pública – Lei 7.347/1985 – 15 anos. Coord. Édis Milaré, São Paulo: RT, 2001

DELGADO, José Augusto. “A tutela do processo na Constituição de 1988”. Revista de processo, nº 55. São Paulo: RT, jul-set., 1989

DENTI, Vittorio. “Questioni rilevabili d’ufficio e contradditorio”. Rivista di diritto processuale. Padova: CEDAM, 1968, vol. XXIII

______. “Riflessioni sulla crisi della giustizia civile”. Foro italiano, 1985, V

______. La giustizia civile – lezioni introduttive. Bologna: il Mulino, 1989

DIAS, Francisco Barros. “Inconstitucionalidade das normas impeditivas de liminares”. Revista de processo, nº 59, São Paulo: RT, jul-set., 1990

DIDIER JR., Fredie. ZANETI JR., Hermes. Curso de direito processual civil. 5a ed., Salvador: Podium, 2010, vol. 4

DINAMARCO, Cândido Rangel. “Execução de liminar em mandado de segurança – desobediência – meios para efetivação da liminar”. Revista de direito administrativo. Rio de Janeiro: Renovar, abr/jun-95, vol. 200

______. A instrumentalidade do processo. 3ª ed., São Paulo: Malheiros, 1993

______. “Efetividade do processo e os poderes do juiz”. Fundamentos do processo civil moderno. 3ª ed., São Paulo: Malheiros, 2000, tomo I

DOBBS, Dan B. Law of remedies – damages – equity – resetitution. 2a ed., St. Paul: West. 1993

DONZELLI, Romolo. La tutela giurisdizionale degli interessi collettivi. Napoli: Jovene, 2008

DWORKIN, Ronald. Los derechos en serio. Barcelona: Ariel, 1997

ECHANDÍA, Hernando Devis. Teoría general del processo. 2ª ed., Buenos Aires: Editorial Universidad, 1997

EISENBERG, Theodore. YEAZELL, Stephen C. “The ordinary and the extraordinary in institutional litigation”. Harvard Law Review, vol. 93, n. 3. Jan./1980

ESTELLITA, Guilherme. Do litisconsórcio no direito brasileiro. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1955

FARIA, José Eduardo. “As transformações do judiciário em face de suas responsabilidades sociais”. Direitos humanos, direitos sociais e justiça. Org. José Eduardo Faria. São Paulo: Malheiros, 1994

FERRAZ, Augusto Mello de Camargo, MILARÉ, Edis, NERY JR., Nelson. A ação civil pública e a tutela jurisdicional dos interesses difusos. São Paulo: Saraiva, 1984

FERRAZ, Sérgio. Mandado de segurança (individual e coletivo) – aspectos polêmicos. São Paulo: Malheiros, 1992

FERREIRA, Álvaro Érix. “Garantia Constitucional de acesso à tutela jurisdicional”. Revista dos Tribunais. Vol. 659. São Paulo: RT, setembro de 1990

FERREIRA, Rony. Coisa julgada nas ações coletivas. Porto Alegre: Fabris, 2004

FINK, Daniel Roberto. “Ação civil pública – prescrição – breves notas e reflexões”. Ação civil pública após 20 anos. Coord. Edis Milaré. São Paulo: RT, 2005

FISS, Owen. The civil rights injunction. Indiana University Press, 1978

_____, “The forms of justice”. Harvard Law Review, vol. 93, n. 1. nov./1979

FISS, Owen M., RENDLEMAN, Doug. Injunction. 2ª ed., Mineola: The Foundation Press, 1984

FLETCHER, William A. “The discretionary constitution: institutional remedies and judicial legitimacy”. The Yale Law Journal, vol. 91, n. 4. Yale, mar./1982

FREDERICO MARQUES, José. Instituições de direito processual civil. 4ª ed., Rio de Janeiro: Forense, vol. II, 1971

FREITAS, José Lebre de. “La acción popular en el derecho portugués”. Procesos colectivos – la tutela de los derechos difusos, colectivos e individuales homogéneos en una perspectiva comparada. Coord. Antonio Gidi e Eduardo Ferrer Mac-Gregor. México: Porrúa, 2004

FREITAS, Vladimir Passos de. Comentários ao código do consumidor. Org. José Cretella Jr. e René Ariel Dotti. Rio de Janeiro: Forense, 1992

FRIEDENTHAL, Jack H., KANE, Mary Kay, MILLER, Arthur R. Civil procedure. 4ª ed., St. Paul: Thomson/West, 2005

FRIGNANI, Aldo. L’injunction nella common law e l’inibitoria nel diritto italiano. Milano: Giuffrè, 1974

FUX, Luiz. Tutela da segurança e tutela da evidência. São Paulo: Saraiva, 1996

GAIO, Instituciones. Trad. Manuel Abellan Velasco et alli. Madrid: Civitas, 1985

GALANTER, Marc. “Why the ´haves´come out ahead: speculations on the limits of legal chance”. Law and Society. Aldershot: Dartmouth, 1994

GEBRAN NETO, João Pedro. A aplicação imediata dos direitos e garantias individuais – a busca de uma exegese emancipatória. São Paulo: RT, 2002

GERALDES, António Santos Abrantes. Temas da reforma do processo civil. 2ª ed., Coimbra: Almedina, 1998, vol. I

GIDI, Antonio. “ Derechos difusos, colectivos e individuales homogéneos”. La tutela de los derechos difusos, colectivos e individuales homogéneos – hacia un código modelo para iberoamérica. 2 ed. Coord. Antonio Gidi e Eduardo Ferrer Mac-Gregor. México: Porrúa, 2004

______. A class action como instrumento de tutela coletiva dos direitos. São Paulo: RT, 2007

______. Coisa julgada e litispendência em ações coletivas. São Paulo: Saraiva, 1995

GIORGETTI, Alessandro, VALLEFUOCO, Valerio. Il contenzioso di massa in Italia, in Europa e nel mondo. Milano: Giuffrè, 2008

GIUSSANI, Andrea. “L’azione collettiva risarcitoria nell’art. 140-bis c. cons.”, Rivista di diritto processuale. Padova: CEDAM, set-ott/2008

______. “La disciplina de las acciones colectivas en el derecho procesal italiano”. Procesos colectivos – la tutela de los derechos difusos, colectivos e individuales homogéneos en una perspectiva comparada. Coord. Antonio Gidi e Eduardo Ferrer Mac-Gregor. México: Porrúa, 2004

GOLDSCHMIDT, James. Derecho procesal civil. Trad. Leonardo Prieto Castro. Barcelona: Labor, 1936

GOLDSCHMIDT, Roberto. “L’azione preventiva” in Rivista di diritto processuale, Padova: CEDAM, 1959

GOMES JR., Luiz Manoel. Curso de direito processual civil coletivo. 2a ed., São Paulo: SRS, 2008

GRINOVER, Ada Pellegrini et alli. Código brasileiro de defesa do consumidor comentado pelos autores do anteprojeto. 9a ed., Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007

GRINOVER, Ada Pellegrini. “Da class action for damages à ação de classe brasileira: os requisitos de admissibilidade”....

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
8 de Dezembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1212796637/bibliografia-a-tutela-coletiva-de-interesses-individuais-para-alem-da-protecao-dos-interesses-individuais-homogeneos-ed-2015