Do Contrato Social: Princípios de Direito Político - Ed. 2014

Capítulo III. SE A VONTADE GERAL PODE ERRAR - Livro II

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Capítulo III

Se a vontade geral pode errar

Segue-se ao que precede que a vontade geral é sempre certa e tende sempre à utilidade pública, mas não se segue que as deliberações do povo sejam sempre da mesma retidão. Deseja-se sempre o bem, mas nem sempre é visto. Nunca se corrompe o povo, mas muitas vezes ele é enganado, e é somente então que ele parece querer o que é mau.

Muitas vezes há diferenças entre a vontade de todos e a vontade geral; isso só se refere ao interesse comum, o outro ao interesse privado e não passa de uma soma de vontades particulares: mas elimine-se dessas mesmas vontades o mais e o menos, que se destruirão entre si, 1 restando, para a soma das diferenças, a vontade geral.

Se, quando o povo suficientemente informado deliberava, e os cidadãos não tinham nenhuma comunicação entre si, de grande número de pequenas diferenças resultaria sempre a vontade geral, e a deliberação seria sempre boa. Mas quando se fazem tramas, associações parciais com grandes despesas, a vontade de cada uma dessas associações se torna geral, em relação a seus membros, e, particularmente, em relação ao Estado; pode-se dizer então que não há mais tantos votantes quantos homens, mas apenas tantas associações. As diferenças tornam-se menos numerosas e fornecem um resultado menos geral. Enfim, quando uma dessas associações é tão grande...

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
6 de Dezembro de 2021
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1212797864/capitulo-iii-se-a-vontade-geral-pode-errar-livro-ii-do-contrato-social-principios-de-direito-politico-ed-2014