Compromisso de Ajustamento de Conduta Ambiental

Compromisso de Ajustamento de Conduta Ambiental

Compromisso de Ajustamento de Conduta Ambiental

Compromisso de Ajustamento de Conduta Ambiental

Modelos de compromisso de ajustamento de conduta

Modelos de compromisso de ajustamento de conduta

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

3. Modelos de Compromisso de Ajustamento de Conduta

Arquivos Públicos

TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA

Aos_ dias do mês de _ de 201_, comparecem a este ato o_ e a Prefeitura Municipal de_, pessoa jurídica inscrita no CNPJ sob o n.º_, com sede na_, na cidade de_, neste representada pelo Sr. Prefeito Municipal, brasileiro (a), (estado civil), portador (a) da cédula de identidade (estabelecer qual) n.º_ e do CPF n.º_, residente e domiciliado (a) à_, na cidade de_, a qual, após tomar conhecimento das investigações levadas a efeito nos autos do procedimento n.º_, relacionado à preservação de arquivos públicos desta cidade e comarca, e visando submeter-se aos regramentos legais, com isto evitando sujeitar-se ao polo passivo em sede de ação civil pública de que trata a LF 7.347, de 24 de julho de 1985, firma o presente título extrajudicial à luz do que dispõe o § 6.º, do art. 5.º do referido estatuto, e inc. II, do art. 585, do CPC/1973, nos seguintes termos:

1. A Prefeitura Municipal de_, aqui representada pelo Excelentíssimo Senhor Prefeito_, ciente de que:

Nos termos do art. 216, § 1.º da Constituição da República:

Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem:

I as formas de expressão;

II os modos de criar, fazer e viver;

III as criações científicas, artísticas e tecnológicas;

IV – as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais;

V os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

§ 1.º O poder público, com a colaboração da comunidade, promoverá e protegerá o patrimônio cultural brasileiro, por meio de inventários, registros, vigilância, tombamento e desapropriação, e de outras formas de acautelamento e preservação.”

Interessa a toda a sociedade a preservação dos conjuntos documentais que encerram valor probatório, informativo ou histórico e que constituem o patrimônio documental do Município de (...), integrante do patrimônio histórico-cultural do Estado de São Paulo;

É direito assegurado pela Constituição Federal o acesso à informação (art. 5.º, XIV) e é obrigação da administração pública a gestão de documentação governamental e a realização das providências aptas para franquear sua consulta a quantos dela necessitem (CF, art. 216, § 2.º, art. 1.º, da Lei 8.159/1991);

Compete aos municípios promover a proteção do patrimônio histórico-cultural local (art. 30, IX, da CF), sendo seu dever a gestão do acervo de documentos de interesse público e social, por meio da criação do Arquivo Público Municipal (arts. 17 e 21 da Lei 8.159/1991);

Submetida ao princípio da legalidade expresso no art. 37, da CF, tem a Administração Pública municipal o poder-dever de assegurar a proteção de documentos a favor da coletividade providenciando a sua preservação, seja pelo valor que têm, como instrumento de apoio à administração, à cultura, ao desenvolvimento científico e como elemento de prova e informação, seja pelo valor histórico-cultural;

É dever do Município suplementar a legislação federal e estadual arquivística por meio de leis e decretos municipais para garantir a criação e a organização do Arquivo Público Municipal, bem como para definir a gestão e o acesso aos documentos (art. 30, n II, da CF, art. 21, da Lei 8.159/1991), sempre se observando a CF e a Lei 8. 159/1991;

O Arquivo do Estado de São Paulo, órgão central do Sistema de Arquivos do Estado de São Paulo, instituído pelo Dec. 22.789, de 19.19.1984, comprometido com a defesa e a preservação do patrimônio documental do Estado de São Paulo, coloca-se à disposição da Municipalidade para disseminar o conhecimento técnico na área arquivística, por meio de publicações relacionadas ao tema, cursos e oficinas periódicos para qualificação de profissionais da área, e especialmente por meio de ensino à distância, com o site do Sistema de Arquivos do Estado de São Paulo-SAESP (www.saesp.sp.gov.br), contendo todas as informações necessárias para a implantação dos Arquivos Públicos Municipais.

1. A ajustante compromete-se a:

1.1 Encaminhar projeto de lei à Câmara Municipal de_, dispondo sobre a criação do Arquivo Geral do Município de_, no prazo de até 6 (seis) meses a contar desta data;

1.2 Criar a Comissão Permanente de Avaliação de Documentos da Prefeitura Municipal de_ (referência: Decreto Estadual 29.838, de 18.01.1989), designando os membros que deverão integrá-la e colocando à sua disposição os funcionários e recursos materiais necessários à implantação de gestão de documentos na Administração Municipal, no prazo de 6 (seis) meses a contar da data de publicação da lei Municipal acima referida;

1.3 Implantar a gestão de documentos na Administração Municipal, nos termos do art. 3.º, da Lei 8.159/1991, no prazo máximo de um ano, a contar da data da publicação da Lei Municipal de instituição do Arquivo Geral Municipal.

1.3.1 Considera-se gestão de documentos o conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária visando à eliminação nos termos do art. 9.º, da Lei 8.159/1991, uma vez que os documentos de valor permanente são inalienáveis e imprescritíveis (art. 10, da Lei 8.159/1991).

1.4 Não permitir a eliminação de documentos públicos produzidos e acumulados pela Administração Municipal até a criação da instituição arquivística pública municipal (Arquivo Público Municipal), único órgão competente para autorizar essa eliminação nos termos do art. 9.º, da Lei 8.159/1991, uma vez que os documentos de valor permanente são inalienáveis e imprescritíveis (art. 10, da Lei 8.159/1991).

2. Este acordo produzirá efeitos legais imediatos, muito embora deva ser objeto de homologação pelo Conselho Superior do Ministério Público (caso o órgão tomador seja o MP).

Os depósitos eventualmente feitos deverão ser revertidos em benefício do Fundo Estadual para Reparação de In…

Uma experiência inovadora de pesquisa jurídica em doutrina, a um clique e em um só lugar.

No Jusbrasil Doutrina você acessa o acervo da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa, dentro de cada obra.

  • 3 acessos grátis às seções de obras.
  • Busca por conteúdo dentro das obras.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
29 de Junho de 2022
Disponível em: https://thomsonreuters.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/1256014219/modelos-de-compromisso-de-ajustamento-de-conduta-compromisso-de-ajustamento-de-conduta-ambiental